Estamos contratando: Quer ajudar a melhorar o mundo com tecnologia?

O que é Unix e qual a sua importância?

A imagem mostra sistemas operacionais em uso, simbolizando o pioneirismo do que é unix no mercado tecnológico.
Infraestrutura

O que é Unix e qual a sua importância?

Considerado uma revolução no mundo tecnológico, o Unix é um sistema operacional que mudou uma série de processos no desenvolvimento de soluções digitais. Isso porque ele foi um dos primeiros existentes e -possivelmente- o primeiro sistema operacional completo. Neste artigo, vamos falar tudo sobre o que é o Unix, desde como começou até a sua arquitetura e principais comandos do sistema.

O que é Unix?

O Unix é um sistema operacional portável (pode ser executado independentemente da arquitetura), multitarefas (executa várias tarefas ao mesmo tempo) e multiusuário (permite mais de um usuário ao mesmo tempo). A maioria dos servidores ou provedores cloud utilizam esse sistema (ou o Linux). O Unix é considerado o pai dos sistemas operacionais, pois serviu de base para vários sistemas subsequentes.

Um pouco da história

O Unix foi lançado oficialmente em 1969, mas a sua história começou no início de 1960 (época em que os computadores começaram a se popularizar rapidamente nas universidades e nas grandes empresas estadunidenses). Nos anos 60, os pesquisadores utilizavam os computadores para realizar seus estudos na área de computação, e as empresas os utilizavam para as mais diversas tarefas, como processar e armazenar dados.

Porém, os sistemas operacionais dos computadores da época eram extremamente limitados. A maioria não possuía recursos de rede, nem suporte a multi-tarefas, e esses problemas foram a motivação para a criação do Unix.

A iniciativa para a criação do sistema operacional partiu da empresa AT&T, que reuniu um grupo de pesquisadores nos Laboratórios Bell. Entre esses pesquisadores, dois se destacaram e ficaram conhecidos como os criadores do sistema: Ken Thompson e Dennis Ritchie.

Após muitos atrasos e dificuldades, o novo sistema teve a sua primeira versão lançada oficialmente em 1969. Essa versão do Unix possuía todo o seu código escrito na linguagem Assembly, o que era uma grande limitação (pois o Assembly pode variar muito de computador para computador, e isso inviabilizaria a distribuição do Unix em larga escala). Para solucionar esse problema, em 1973, o sistema foi reescrito na linguagem de programação C. Então, passou a ter a maioria do seu código em C e uma parte em Assembly.

Estrutura

O Unix possui uma organização própria, assim como todo sistema operacional. A imagem a seguir ilustra a sua estrutura:

A imagem mostra a estrutura do o que é Unix

Agora, vamos explicar a ilustração e os seus componentes, que são:

    • Kernel: é o núcleo do sistema operacional. O Kernel é a parte mais interna e que trabalha diretamente sobre o hardware, que traduz os comandos do usuário para instruções de máquina. O Kernel não interage com o usuário do sistema.
    • Shell: é o programa que atua como interface entre o Kernel e o usuário. O Shell é uma linha de comando, que recebe comandos digitados pelo usuário.
    • Servidor X: é a interface gráfica implementada nas versões mais recentes do Unix.
    • Outras aplicações: são programas que podem ser invocados pelo Shell para realizar diversas tarefas. Nessa divisão também consta o sistema de arquivos.

O que são “sistemas do tipo Unix”?

O Unix inicialmente foi distribuído gratuitamente às universidades. Porém, sua popularidade e aceitação fizeram com que a empresa responsável patenteasse o sistema operacional e passasse a distribuí-lo sob uma licença. Portanto, não era mais permitido criar sistemas operacionais baseados no original.

Por isso, surgiram os sistemas do tipo Unix, que eram adaptações ou modificações do sistema Unix original. A empresa que detém a marca registrada do Unix se chama The Open Group. Em 1980, a empresa publicou uma especificação para que os sistemas do tipo Unix seguissem.

Por que o Unix é a base dos sistemas operacionais?

O Unix foi um dos primeiros sistemas operacionais, e foi o primeiro sistema operacional portável, o primeiro a possuir suporte a multi-tarefas, multi-usuário, recursos de rede, um sistema de arquivos eficiente e o famoso shell. Esses fatores fizeram com que o sistema tenha sido um pioneiro e também um molde que serviu para vários outros sistemas operacionais. Um exemplo de sistema baseado no Unix é o Android, que roda no seu smartphone, ou (se você usa um celular da Apple) o IOS, que também é baseado no Unix.

Quais são os sistemas operacionais baseados no Unix?

 São muitos os sistemas baseados no Unix. Então, selecionei os principais:

  • Linux
  • MacOS
  • Solaris
  • BSD

E o Windows? Não é baseado no Unix?

O sistema operacional mais popular do mundo (Windows), presente na maioria dos computadores, não é baseado no Unix. A Microsoft preferiu criar o seu sistema seguindo uma arquitetura própria e que não tivesse como base este sistema. Porém, apesar de não ser baseado no Unix, o Windows foi influenciado, visto que possui alguns comandos semelhantes e adota vários conceitos presentes no Unix.

Como posso testar o Unix?

Os sistemas operacionais Linux e MacOS são baseados neste sistema. Portanto, ao instalá-los em seu computador, é possível ter uma experiência semelhante à de um sistema Unix. Caso você queira testar o Unix “raiz” (original, desenvolvido na década de 70), você pode instalar algum clone ou versão gratuita em uma partição do disco do seu computador. E, se não quiser instalar, pode testar pela web. Existem alguns emuladores gratuitos disponíveis, como o JS/UIX (um emulador completo do sistema escrito em Javascript).

Conclusão

Chegamos ao final deste artigo e podemos concluir que o Unix foi um sistema operacional revolucionário, pioneiro e que influenciou vários outros sistemas que viriam a surgir depois dele, nas décadas seguintes (principalmente nas décadas de 80 e 90). Por muito tempo, o este foi o sistema operacional mais utilizado no mundo. Hoje em dia, já não é tão utilizado, pois surgiram sistemas operacionais mais completos, mas ele não deixa de ter a sua importância.

Ficou com alguma dúvida? Deixa aqui nos comentários!

Leia também:

Boas práticas para desenvolver uma API REST

Luby Software recebe R$14 milhões de investimento da Multilaser

9 extensões para desenvolvedores que você deveria experimentar

Estágio de programação: Luby contrata estudantes para desenvolver talentos

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *