Estamos contratando: Quer ajudar a melhorar o mundo com tecnologia?

Hard Skills e Soft Skills: o que é e como elas podem te ajudar?

A imagem mostra um computador exibindo SKILLS, demonstrando a importância de saber o que é hard skills e soft skills
Tips

Hard Skills e Soft Skills: o que é e como elas podem te ajudar?

Caso você seja um gamer nato ou viciado em RPG, a palavra skill é muito familiar. Isso porque um determinado conjunto de skills (habilidades) faz com que seu personagem dentro do jogo consiga realizar determinados feitos, derrotar inimigos mais fortes e o objetivo é sempre aprimorá-las atingindo o seu potencial máximo para conquistar novos lugares dentro do jogo. Assim como nos games, na vida real, temos skills que precisamos evoluir para nos tornar profissionais melhores e conquistar melhores posições dentro do mercado. Estas habilidades são categorizadas em Hard Skills e Soft Skills.

Mas qual a diferença entre a Hard Skill e a Soft Skill? É isso que vamos abordar no artigo de hoje: as diferenças entre estas habilidades e suas importâncias no mercado de trabalho atual.

Hard Skills

As Hard Skills é a união de todo o conhecimento técnico que um indivíduo possa possuir, como conhecimentos em uma linguagem de programação, um framework JavaScript, uma metodologia ágil e assim por diante. Todo esse conhecimento e habilidades podem ser adquiridos através de cursos técnicos, faculdades, certificações e (é claro) a mão na massa do dia a dia. 

Certamente, para você ser um profissional de destaque, quanto maior a quantidade de hard skills você possuir, mais você terá destaque dentro de um processo seletivo, principalmente aqueles que envolvem testes específicos para uma determinada área de conhecimento. 

Ainda que no início desta sessão mencionamos da área de tecnologia, as Hard Skills não são exclusivas deste ambiente, mas sim do mercado de trabalho de um modo geral. Elas envolvem todos os tipos conhecimentos técnicos, como na Engenharia Civil, na Saúde, na Administração de Empresas, entre outros.

Entretanto, em um mundo moderno, em que as empresas crescem o tempo inteiro, será que a interação entre pessoas interessadas dentro de um projeto e/ou produto faz com que apenas as Hard Skills sejam necessárias ou o bastante? Isso é um ponto de reflexão que iremos abordar durante este artigo.

Soft Skills

No último tópico, explicamos que as Hard Skills estão relacionadas ao conhecimento técnico. Por outro lado, as Soft Skills estão associadas ao conhecimento e habilidades individuais de cada ser.

Com isso, podemos dizer que liderança, empatia, resiliência, comunicação, proatividade, competitividade, poder de negociação, diplomacia, senso crítico, influenciador, entre outros são Soft Skills. Raramente, as Soft Skills possuem cursos ou outro método de aprendizado. Boa parte das pessoas já nascem predispostas a algumas destas habilidades, outras acabam desenvolvendo ao longo de sua vida profissional e até mesmo pessoal.

Algumas destas habilidades são nativas e isso já é perceptível nos primeiros anos de vida. Se você era uma criança que, na mesa de jantar com a família, gostava de contar sobre o seu dia e falar sobre os fatos que vivenciou de forma clara, provavelmente, você já tem a habilidade de comunicação nativa. Ou, se durante uma discussão entre seus amigos para utilizarem um determinado brinquedo, você chega e resolve de forma pacífica e diplomática, a diplomacia (provavelmente) é uma das suas habilidades nativas.

Entretanto, as Soft Skills não precisam ser nativas da sua personalidade, elas podem ser desenvolvidas em outro momento, principalmente durante a vida profissional. Eventualmente, surgirão situações em que você terá de treinar essas habilidades. Como sua resiliência para resistir a pressões do dia a dia, ou sua comunicação para interagir com outros membros do seu time de trabalho.

Talvez você esteja pensando: “Mas um profissional com conhecimento técnico é mais importante do que um profissional que saiba negociar ou se comunicar bem”. Será que o mercado de trabalho também pensa assim? Vamos descobrir se o mercado de trabalho releva mesmo estas habilidades.

Como as Soft Skills e Hard Skills influenciam o mercado de trabalho

Para falarmos sobre habilidades, precisamos falar sobre o mercado de trabalho. Atualmente, estamos vivendo no mundo VUCA (Volatility, Uncertain, Complexity, Ambíguos). Ou seja, todas as empresas passam por volatilidades, incertezas, complexidades e ambiguidades dentro do mundo dos negócios. Dessa forma, será que um profissional que tenha apenas excelentes Hard Skills ou ótimas Soft Skills é capaz de resolver os problemas deste mundo volátil?

Para responder a essa pergunta, vamos usar o mercado de trabalho de tecnologia como exemplo. Atualmente, a grande maioria das empresas atuam com metodologias ágeis. Sendo assim, os projetos possuem uma interação direta com clientes e stakeholders. Isto não é função exclusiva da área comercial, mas sim do time como um todo, desde Product Owners, Scrum Master e Time de Desenvolvimento.

Exemplo 1

Trouxe aqui um exemplo para podermos enxergar a importância das habilidades em um contexto real:

Um cliente pede uma reunião de emergência com o time de desenvolvimento. Nesta reunião, o cliente esbravejou questões de prazos e forçou inúmeras alterações não acordadas que impactam nos prazos. O time, por sua vez, é munido de inúmeras certificações, cursos e conhecem uma gama enorme de tecnologias, mas não souberam negociar com o cliente sobre as novas demandas. E não conseguiram comunicar que os prazos estavam dentro do acordado com o escopo do projeto e alguns membros queriam abandonar o projeto após a reunião massiva.

Neste cenário, temos um grupo de profissionais com excelente conhecimento técnico (Hard Skills), porém, que não conseguiram negociar com o cliente sobre as novas demandas e os impactos que podem causar no projeto. Isso aconteceu devido a falta de resiliência do time, que cedeu e acabou desistindo do projeto por não não saber lidar com a pressão do cliente.

Exemplo 2

Agora vamos a um outro exemplo que mostra a importância das habilidades técnicas.

A empresa XPTO buscou por uma assessoria técnica para implementação de uma aplicação para gestão do seu negócio. Através de uma reunião, o time da empresa de tecnologia negociou todos os prazos e valores do projeto, definindo os times de desenvolvimento e as tecnologias que seriam utilizadas. Durante a reunião, alguns dos stakeholders da XPTO entraram em conflito sobre importância das demandas que agregariam maior valor ao produto e, com toda experiência a empresa, resolveu os conflitos e definiram a melhor forma de atender as demandas.

Chegou o momento de desenvolver a ferramenta, a empresa XPTO disse que a aplicação deveria ser obrigatoriamente desenvolvida em NodeJS, porém, o time contratado não tinha tal conhecimento técnico. Então, houve uma curva de aprendizado maior, o que acabou afetando os prazos combinados no kick-off do projeto.

Neste exemplo, podemos ver que todo o time da empresa da tecnologia possuía fortes Soft Skills, mas elas não foram suficientes para atingir os objetivos do projeto, o que acabou trazendo frustração para a empresa XPTO.

Qual das duas habilidades é melhor?

Em uma era antiga, profissionais de tecnologia eram valorizados apenas por suas habilidades técnicas. Sendo assim, quanto maior número de tecnologias dominadas por este profissional, mais valorizado no mercado ele era. Parte da culpa disso se dá à metodologia tradicional de desenvolvimento, em que o responsável do projeto levantava todos os requisitos do projeto, todas as funcionalidades e passava para o time de desenvolvimento, que atuava isoladamente de todo o resto da estrutura.

Muitos técnicos de TI também gostavam de falar somente em termos técnicos, tornando a comunicação entre o setor de tecnologia e o restante da empresa algo embaraçoso e não fluido. Assim, uma cena como a imagem a seguir era totalmente normal.

A imagem mostra uma charge sobre programação, demonstrando a importância de saber o que é hard skills e softskills

Metodologia ágil

Com a chegada das metodologias ágeis de desenvolvimento, a interação do time de desenvolvimento com os envolvidos no projeto se tornou mais comum. Muitas vezes, esses envolvidos (como gerentes e partes interessadas) não têm conhecimento técnico, apenas conhecimento das regras de negócio. Sendo assim, uma boa comunicação entre essas partes é extremamente necessária para execução de um projeto com maestria.

Double Skills

Atualmente, o mercado de trabalho como um todo (e não apenas a área de tecnologia), busca profissionais com conhecimento técnico (Hard Skills), mas também que possua habilidades interpessoais (Soft Skills), pois sabem que isso impacta diretamente no desempenho dentro da organização. 

Em alguns casos, as empresas podem optar por um candidato que possua um pouco menos de conhecimento técnico, mas que tenha maior habilidade interpessoal. Isso porque, normalmente, existe maior facilidade em treinar este profissional em conhecimentos técnicos do que em habilidades interpessoais.

Fusão: Hard Skills + Soft Skills

O mercado de trabalho atual está buscando por profissionais completos, que possuam além de certificações e domínios técnicos e que possam agregar valor humano à sua organização. Então, não podemos dizer que as Hard Skills são mais importantes do que as Soft Skills e nem o contrário, pois elas se complementam.

Ainda que no artigo abordamos exemplos da área de tecnologia, a visão de Hard Skills e Soft Skills não está limitada apenas a este nicho, mas sim ao mercado de trabalho como um todo.

Então, para se tornar um profissional requisitado e aumentar suas chances de contratação, tenha em mente que: tanto as Hard Skills quanto as Soft Skills precisam ser aprimoradas.

 

Leia também:

O que é Unix e qual a sua importância?

Luby Software recebe R$14 milhões de investimento da Multilaser

9 extensões para desenvolvedores que você deveria experimentar

Estágio de programação: Luby contrata estudantes para desenvolver talentos

Leave your thought here

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *